COMO PENSAR O DIREITO NA ATUALIDADE? DIÁLOGOS INTERDISCIPLINARES E TRANSDISCIPLINARES ENTRE DIREITO, CULTURA, RELIGIÃO E UTOPIAS NOS MOVIMENTOS SOCIAIS E CULTURAIS

  • Noli Bernardo Hahn
  • Rosângela Angelin

Resumen

Através de uma análise de conceitos filosóficos e de abordagens socioantropológica e jurídica de perspectivas interdisciplinar e transdisciplinar, neste artigo procura-se refletir acerca da seguinte questão: Como inter-relacionar Direito, cultura, religião e movimentos sociais a partir de uma visão paradoxal, dialética e complexa da vida que possibilite noções de justiça que combatam violências, inferiorizações e discriminações e, ao mesmo tempo, motivem vivências e experiências de utopias que fortaleçam relações humanas de superação de uma cultura de injustiças? Os estudos denotam que a humanidade é de condição terrena e linguística e aponta-se que a linguagem integra forças vitais paradoxais, dialéticas e complexas que possibilitam o surgimento de sonhos, de utopias e de uma pluralidade e diversidade de formas humanas de se viver. Tal entendimento é condição necessária para se conceber um Direito que integre como horizonte teleológico uma justiça em que não se discrimine, inferiorize e gere violências, além de impulsionar as pessoas a acreditarem em utopias neste horizonte de justiça, sonhos despertados em processos educativos de subjetivação e fortalecidos em Movimentos Sociais e Culturais.

Publicado
2020-12-31